Recomendação da semana: poema de Consuelo Pagani

A- A+

“Minha missão é tocar as pessoas por meio da poesia”. Essa frase expressa bem grande parte da trajetória de Consuelo Pagani, que se vê, mais do que nunca, imersa na arte literária.

Prova disso são as mais de 20 coletâneas que incluíram poemas da servidora no último ano. Consuelo voltou, em julho de 2020, a esbanjar criatividade e divulgar os seus textos. Rapidamente ela pôde ver os resultados positivos. “Os feedbacks das pessoas me impulsionam muito”, afirmou a poetisa.

Entre as últimas novidades está a sua participação na Primeira Feira Virtual de Livros dos Estados Unidos, evento no qual recitou “Ouça a voz das estrelas”, de sua autoria. Em dezembro do ano passado, Consuelo foi semifinalista em um concurso internacional de poesia e participou de coletâneas traduzidas para o inglês. Do TRT para o mundo!

Entretanto, a trajetória da poetisa começou muito antes. Com um pai filósofo, poeta e letrista, sofreu a melhor das influências e escreveu o seu primeiro poema aos 9 anos. Continuou se dedicando à arte e publicou o seu primeiro livro em 2005, com o nome de “A Viagem da Gotinha”. Apesar da obra ser da categoria infanto-juvenil, é recheada de análises muito profundas.

Hoje, nossa associada é homenageada pelo seu trabalho e contribuição. Leia abaixo um dos seus mais recentes poemas “Como poderei sorrir?”, que pretende levar luz e esperança aos corações em tempos de pandemia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?