PROTEJA-SE CONTRA A GRIPE A (H1N1)



A-



A+

Participantes da XI Olimpíada da ANASTRA devem se prevenir contra a gripe A 

Aos atletas e familiares que participarão da XI Olimpíada da ANASTRA, em Gramado (RS), é recomendável providenciarem vacina para imunização contra a gripe A (H1N1).

Apesar das noticias nos principais veículos de comunicação do país, os casos ocorridos no Rio Grande do Sul não foram considerados uma epidemia, mas tomar a vacina da gripe é a melhor prevenção contra o vírus.

A ANASTRA distribuirá toalhas individuais para que os atletas evitem o compartilhamento durante provas.

Quanto tempo leva para a vacina fazer efeito?

Segundo informações divulgadas nos postos de vacinação, em adultos saudáveis, a detecção de anticorpos protetores se dá entre 2 a 3 semanas, após a vacinação e apresenta, geralmente, duração de 6 a 12 meses. O pico máximo de anticorpos ocorre após 4 a 6 semanas.

Fique atento aos sintomas!
Os sintomas da gripe, muitas vezes, são semelhantes aos do resfriado: comprometimento das vias aéreas superiores, com congestão nasal, tosse, rouquidão, febre variável, mal-estar, dor muscular e dor de cabeça.

Fique atento para sinais de piora, como falta de ar. Quanto mais cedo for usado um antiviral distribuído pelo Ministério da Saúde, mediante receita médica, melhor.

Recomenda-se que o remédio seja tomado nas primeiras 48 horas após o surgimento dos sintomas. Isso ajuda a abreviar a doença e minimizar as chances de transmissão. É importante procurar um médico.

Quem já teve a gripe H1N1 já criou anticorpos e, caso volte a ter a mesma gripe, terá com menor intensidade. Uma das dicas para se prevenir é deixar os ambientes arejados. O vírus precisa de uma distância de mais ou menos 1 metro para ser transmitido e consegue sobreviver até 7 horas fora do corpo.

Essa transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada através da fala, tosse ou espirro. Por isso, é importante virar a boca ou o nariz ou usar os braços, não as mãos, para impedir que o vírus se espalhe.

Essa recomendação de não utilizar as mãos para evitar a disseminação do vírus acontece porque as pessoas podem se infectar através delas. As pessoas podem levar o agente infeccioso até a boca, olhos ou nariz por contato com superfícies recém-contaminadas.

Para prevenir os infectologistas recomendam lavar as mãos e evitar o compartilhamento de objetos. O álcool gel também pode ser usado após a tosse ou o espirro, inclusive, ele é mais recomendado pelos médicos do que o sabão. Higienizar as mãos, no mínimo, cinco vezes ao dia é recomendado.

Fonte: site G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?