Corregedor-geral do TST declara apoio ao PCS em Santa Catarina



A-



A+

BRASÍLIA – 21/05/12 – O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Antônio José de Barros Levenhagen, em reunião com o Sintrajusc na semana passada, representado pelo coordenador geral do sindicato, Sérgio Murilo de Souza, declarou apoio ao PL 6613/09 e se manifestou contrário à postura das associações de magistrados que, em 2009, se posicionaram contra a revisão salarial dos servidores.

Segundo informações divulgadas pelo Sintrajusc-SC, o ministro Levenhagen mostrou-se ciente da grave situação de defasagem salarial vivida pelos servidores do Judiciário.

O coordenador do Sintrajusc-SC solicitou que o TST realize um estudo a fim de nacionalizar o plano/assistência Saúde dos servidores.

Foi reivindicado também o aumento do número de cargos e a consequente contratação de novos servidores, já que há grave problema de falta de funcionários em inúmeras varas, gabinetes e outros setores do Judiciário.

Sérgio Murilo ressaltou que a lotação padrão das unidades judiciárias “deve ser vista como mínima e não como teto”, afirmando, ainda, que os casos de afastamentos por mais de 60 dias não podem ser contados para efeito de lotação, mas sem prejuízo ao servidor afastado.

Fonte: Sintrajusc-SC

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?